Tic Tac… Sem Tempo para Treinar?

191

Por Marcos Dantas

Se você também é um dos que estão sem tempo para treinar, bem-vindo ao clube! Durante anos, defendi com meus alunos que tempo para a atividade física se cria, se acha. Quis o destino que, eu mesmo, de uns meses para cá, caísse nesta armadilha do “não tenho tempo”. O acúmulo de trabalho e de uma lesão no tendão calcâneo que insiste em permanecer na minha perna esquerda me deram uma travada e, quando se percebe, foi-se embora a forma física e vieram fazer visita aqueles quilinhos a mais na balança…

Este texto é uma tentativa de te ajudar a pensar melhor no seu tempo de trabalho e, consequentemente, na sua vida esportiva. Um bom livro para quem está neste dilema é “A tríade do tempo”, de Christian Barbosa, da Editora Sextante.

Ele te incentiva a fazer um “exercício inovador” como prova de sua teoria. Vamos lá: “Olhe para seu relógio. Que horas são? Agora cruze os dedos da mão direita e os dedos do pé esquerdo. Bata 3 vezes com o pé direito no chão. Olhe novamente para o seu relógio. Que horas são agora? A hora atual é igual a primeira hora que você olhou para o relógio (incluindo minutos e segundos)? Claro que não! O tempo não para! Não podemos administrar o tempo!

É eu também fiz papel de bobo no exercício, mas tem uma boa explicação. Segundo o autor, o único ser capaz de controlar o tempo, até onde ele sabe, é Deus! Para todos os demais, o tempo não para e anda sempre à razão de 60 segundos por minuto, 60 minutos por hora, 24 horas por dia – isso nós sabemos bem, pois adoramos um relógio – e é exatamente por isso que o termo “administração de tempo” não é adequado. Não se pode ensinar ninguém a administrar o que não pode ser alterado. A única coisa possível de se administrar são as ações e os eventos que acontecem no tempo — reuniões e outras tarefas profissionais, festas, viagens, lazer, paixões, leituras e, é claro, treinos. O autor ainda nos lembra que todos temos a mesma quantidade de tempo para usar, por isso prefere trocar o termo administração do tempo por administração pessoal, porque você pode controlar a si mesmo, certo?

Administração pessoal é algo mais complexo que uma série de dicas, listas de tarefas, agendas, pastas, cadernos e softwares. Não somos uma sociedade de robôs. Vivemos em busca de algo mais: de um sonho, de um objetivo, uma paixão, uma visão, um ideal. Administração pessoal é viver de forma a conseguir realizar esse “algo a mais”, e para isso, aí sim, precisamos ter tempo.

No nosso caso, esse algo a mais se chama esporte. Quando somos mais jovens, conseguimos relegar a segundo plano a atividade física. Não é o correto, mas conseguimos. Nosso metabolismo está “bombando”, com tudo em cima e com respostas rápidas aos estímulos físicos provocados, mesmo que débeis. O problema se agrava mais quando a idade vai avançando e o organismo já não responde com a mesma agilidade. Resultado: Obesidade, hipertensão, diabetes etc.

O ideal, seja criança, jovem ou idoso, é sempre manter o hábito da prática da atividade física. Do mesmo jeito que uma criança tem que estudar português, matemática etc, ela tem que praticar algum esporte. Do mesmo jeito que temos que trabalhar, temos que nos exercitar. É raro ver uma animal selvagem obeso – só os que estão no circo – justamente porque estão parados dentro de uma jaula. Nós somos animais! Nunca devemos nos esquecer disto e, como tais, devemos introduzir no nosso dia a dia o hábito do esporte, do mesmo jeito que comemos e dormimos, por exemplo. Ah tá, muito bonito… isto eu já sei, alguém pode pensar, mas o que posso fazer?

Quanto minutos por dia você teria para isso? Vinte, meia-hora… é pouco? Pois saiba que 30 minutos de caminhada, três vezes por semana, é de grande valia para o sistema cardiovascular de qualquer ser humano, ainda mais para o que não tem “tempo”. Para os que já tem o hábito de correr e tem grande lastro de treinos, meia hora pode não representar grande coisa, mas representa mais do que nada, correto? Com certeza. FAÇA algo! mas nunca deixe de FAZER algo!

Quando nos movemos, o mundo se move pra gente. E graças ao movimento, graças a não ter ficado parado dentro de cavernas há milhares de anos, o homem chegou aonde chegou. Hoje, não vivemos mais em cavernas mas, em vez disso, por vezes utilizamos as facilidades tecnológicas para nos prender a uma cadeira e assistir televisão durante horas, mas “fazer o sangue circular”, não, para isso “não temos tempo…”.

Vamos lá, para começar, meia hora só? Pode ser de caminhada, de corrida, de bike, só não vale vídeogame! E aí? Por que ainda está lendo este artigo e não foi calçar o par de tênis?

Boas passadas!

Marcos Dantas é treinador no CAFT

Deixe uma resposta